segunda-feira, 15 de setembro de 2008







Ilana Pogrebinschi é atriz desde 1992 e Contadora de Histórias desde 2000.
Neste momento desenvolve um trabalho solo de contação com bonecos, fantoches e máscaras de papel machê. Onde também toca violão e flauta transversa.Também faz parte do grupo
Os Tapetes Contadores de Histórias.
Currículo
Foi uma das fundadoras da Cia. de teatro Atores de Laura e trabalhou como atriz de 1991 a 1998 com diversos espetáculos premiados. Em junho de 1997, com Romeu & Isolda representou o Brasil na Biennale Theatre Jeunes Publics - Lyon/França. Participou da apresentação e criação do Prêmio Coca-Cola de Teatro Jovem no Rio de Janeiro no Canecão e em São Paulo na casa de espetáculos Tom-Brasil 1996/1997. Com A Casa Bem Assombrada foi indicada, na categoria especial de atriz no prêmio Coca-Cola. O grupo foi indicado para participar em junho de 1998, no Festival Internacional de Teatro para infância na Turquia.

Como Contadora de Histórias se apresenta desde 2000. Neste momento trabalha com fantoches e máscaras que confecciona e com música ao vivo. Toca violão, percussões e flauta transversa. Ministra Oficinas para crianças e adultos. Desde 2005 faz parte também do grupo Os Tapetes Contadores de Histórias. Participa de sessões de histórias em São Paulo, Brasília, Salvador, Santa Catarina, Curitiba, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Em 2000 e 2001, participou do Grupo Girassol e contou sozinha pela primeira vez na brinquedoteca do Museu da República. Fez algumas apresentações na loja de brinquedos Mapa da Mina no Catete.

Em 2002 e 2003, fez diversas apresentações com coordenação da contadora Daniela Chindler da Sapoti Eventos como o Projeto Leitura na Ilha na biblioteca do Cocotá em Niterói, Projeto Paixão de Ler nas Barcas Rio – Niterói pela Prefeitura do Rio de Janeiro e visitas guiadas com apresentações no BNDES.

Em 2004, se apresentou por cinco meses na livraria Veredicto em Niterói com Contação de Histórias e Oficinas com materiais recicláveis.
Em 2005, fez apresentações nos Teatros de Guignol do Méier, Flamengo e Jardim de Alah pela Prefeitura do Rio de Janeiro e na praça João Saldanha pela prefeitura de Niterói e se apresentou na Bienal do livro junto com a contadora Daniela Chindler. Entrou para o grupo Os Tapetes Contadores de Histórias. Se apresentou no 3° Encontro SESI de Artes Cênicas em Araxá e Uberaba, na Livraria Argumento e na Exposição interativa O Fio Das Histórias na Caixa Cultural de Brasília.

Em 2006, se apresentou nos Teatros de Guignol da Tijuca e da Quinta da Boa Vista pela Prefeitura do Rio de Janeiro, na Livraria Argumento e contou histórias no evento Deixa a Rua me Levar na Dias Ferreira. Com Os Tapetes Contadores de Histórias, temporada do espetáculo O Rei que ficou Cego no Teatro Maria Clara Machado, apresentações no SESC Ramos, SESC Nova Iguaçu e SESC Rio Preto em São Paulo.

Em 2007, contou histórias no projeto Cultura Para Todos - Cultura na Praça na Ilha da Conceição em Niterói, na Armazoom, na empresa Accenture e diversas apresentações na livraria Argumento. Com Os Tapetes Contadores de Histórias apresentações no CCBB, Instituto Moreira Salles e na Fiocruz. Participou também da exposição interativa O Fio das Histórias na CAIXA Cultural do Rio de Janeiro e de Curitiba.

 Em 2008, contou histórias no SESC Santana e no Centro da Cultura Judaica em São Paulo, se apresentou no V Dia do Livro Judaico na Ari e no Colégio Pedro II, na livraria Argumento, na livraria Entretexto e no Instituto Moreira Salles. A Unimed fez um mini documentário do seu trabalho solo que pode ser assistido no link: http://www.youtube.com/watch?v=aO1DVnAYTxc. Com Os Tapetes Contadores de Histórias participou da exposição interativa Tudo que a Gente  Vê ou Toca tem História Pra Contar na CAIXA Cultural de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Salvador. Se apresentou também com o grupo no 7º Simpósio Internacional de Contadores de Histórias no Sesc Copacabana.

 Em 2009 se apresentou no programa ABZ do Ziraldo para a TV Brasil. Participou do projeto Um domingo na Casa de Rui Barbosa com Contação de Histórias e Oficina com materiais recicláveis. Mostra de repertório com 16 histórias no Espaço Rio Carioca. Estreou o espetáculo Trança de Flor de contos para adultos junto com Rebeca Queiroz com direção de Warley Goulart. Com Os Tapetes Contadores de Histórias participou da Exposição Interativa pé-de-moleque pede palavra na CAIXA Cultural do Rio de Janeiro e de Brasília. Apresentou-se no SESC Consolação na Virada Cultural Também estreou o espetáculo Passarinho à Toa com poesias de Manoel de Barros. Este espetáculo fez parte do projeto Contos Clássicos Brasileiros e foi apresentado no CCBB de Brasília. Ministrou Oficina de Contação de Histórias no Segundo Turno Cultural em escolas do Município do Rio de Janeiro.

Em 2010, ministrou o I Módulo da Oficina de Contação de Histórias para adultos na Central de Professores. Neste momento está ministrando uma Oficina de Contação de Histórias no Segundo Turno Cultural em escolas do Município do Rio de Janeiro. Se apresentará dia 16 de maio no Centro da Cultura Judaica no Viradão Paulista. Com Os Tapetes Contadores de Histórias se apresentou no CCBB com o espetáculo Passarinho à Toa e participou do Circuito de Narração de Histórias pelo SESC em nove cidades do interior de Santa Catarina.


Em 2011 proferiu uma palestra no I Encontro Contação de Histórias no Imaginário Social da UFRuralRJ. Participou da mesa redonda sobre "A Importância da Contação de Histórias dentro e fora do espaço Escolar" no  III Encontro de Leitura e Literatura infantil e juvenil. Coordenou uma RODA DE LEITURA para jovens  no SESC NITERÓI. Lançou junto com a produtora Híbrida a primeira campanha no Brasil para financiar a temporada de uma peça infantil no teatro pelo Crowdfunding (financiamento colaborativo) com o espetáculo A ÁRVORE QUE CONTAVA SONHOS. Ministrou capacitação de contadores de histórias para os arte educadores do Educativo no CCBB RJ. Está ministrando uma Oficina de Contação de Histórias no Segundo Turno Cultural na escola Professora Maria de Cerqueira e Silva do Município do Rio de Janeiro.  Com Os Tapetes Contadores de Histórias apresentou trechos do Passarinho à Toa no projeto CINEDUC do CCBB e contou histórias nas Livrarias Argumento.

2 comentários:

Sulima disse...

Ilana, que trabalho lindo! Parabéns!!!!!!!!!!
Sulima

Daniele disse...

Oi Ilana,
Vc é uma atriz impecável!!! Conheci vc qdo fazíamos teatro em 1991 e era óbvio q seu futuro seria brilhante.
Parabéns!Espero reencontrá-la!Tb trabalho c crianças,dou aula de teatro p comunidade junto c minha amiga,a atriz Clarisse Derzie e tenho um buffet infantil!
Faz muito tempo,mas se lembrar de mim....ficarei muito feliz!Beijos,Daniele Facklam.